IX SeGOC




Para o evento de 2016, o tema a ser discutido será: “Organizações em Tempos de Crises”. Esse tema teve como motivação os principais desafios gerenciais que surgiram no contexto de crises econômicas, financeiras e políticas que as organizações têm vivenciado, tanto no Brasil como no exterior. Embora a crise não seja um fato novo, ela sempre existiu e continuará a existir, necessário se faz refletir porque há organizações que surgem, se adaptam, crescem, enquanto outras minimizam suas atividades ou desaparecem. Uma discussão ampla de tais aspectos, sob diferentes perspectivas (estratégia, inovação e desempenho organizacional; práticas organizacionais e culturais; organizações e trabalho), potencializa a geração de ideias para o aproveitamento de oportunidades que visem o desenvolvimento econômico e social dos mais diversos grupos de interesse (administração de setores específicos), bem como atende os anseios da comunidade externa em a universidade debater temas de relevância do mundo contemporâneo evitando cisões entre os interesses da academia e da sociedade.

O IX Seminário de Gestão Organizacional Contemporânea – “Organizações em Tempos de Crises” terá um formato de Congresso de caráter técnico-científico, no qual pesquisadores do Espírito Santo, das demais regiões do Brasil e de diferentes países realizarão palestras e debates em torno dos assuntos em pauta. O evento será realizado em auditório e salas disponibilizados pela UFES, Vitória/ES, nos dias 07 e 08 de novembro de 2016.

Os temas para submissão de trabalhos serão:

Organizações e Trabalho
Descrição: Esta área receberá artigos que tratam de processos organizativos e participativos relacionados a poder, produção de conhecimentos/saberes, competências, movimentos coletivos, subjetividades e diversidades, com destaque para o mundo do trabalho.

Práticas organizacionais e culturais
Descrição: O objetivo desta área temática é reunir trabalhos cujo interesse se volte à problematização de práticas de gestão e organização, bem como a dimensão cultural e simbólica das organizações públicas e privadas, com destaque para o uso de abordagens interpretativas de análise. Exemplos de temas são: práticas de gestão e poderes locais,simbolismos, culturas e práticas cotidianas em contextos organizacionais, criatividade aplicada aos empreendimentos sociais e culturais, estratégia como prática social, estudos baseados em prática, sustentabilidade, ética e responsabilidade social.

Estratégia, Inovação e Desempenho Organizacional
Descrição: O objetivo desta área temática é reunir trabalhos cujo interesse se volte à temas relacionados à estratégia em organizações, práticas de gestão, marketing, inovação e desempenho organizacional em organizações privadas, públicas e sem fins lucrativos. São contemplados processos tais como: estratégia (conteúdo e processo), marketing (especificar abordagens, se for o caso) logística, cadeia de suprimentos e redes interorganizacionais. Estuda-se, ainda, inovações tecnológicas, de produtos, de processos e de modelos de negócio, abordagem análitica de negócios (business analytics). Também o desempenho é abordado por meio da avaliação dos processos de negócio e movimentos de mercado, visando otimizar práticas de gestão, uso de recursos e resultados.



O evento terá em sua programação: Minicursos; Palestras; Mesa Redondas e Apresentação de Trabalhos.


Mesas redondas

As mesas redondas são discussões a partir de diversos pontos de vista em torno do eixo central do evento - “Organizações em Tempos de Crises”, cujas contribuições serão construídas dentro das três grandes linhas de pesquisa pertencentes ao PPGAdm (Estratégia, inovação e desempenho organizacional; Organizações e trabalho; e Práticas organizacionais e culturais). Observado o cronograma do evento, pelo menos um professor doutor deve apresentar a proposta de mesa redonda, em que três debatedores em média discutam diferentes aspectos de uma temática comum. Um deles necessariamente atuará como mediador do debate. As propostas serão avaliadas pela comissão científica considerando seu teor, relevância, contribuição e a disponibilidade de espaço.

Terão direito a certificado de participação apenas os presentes que tenham assinado a lista de presença da mesa redonda. Os componentes da mesa receberão certificados de debatedores.

 


Minicursos

Os cursos propostos deverão ter duração máxima de três horas e devem versar sobre temáticas específicas de teor metodológico. Para tanto, observado o cronograma do evento, pelo menos um professor doutor deve apresentar a proposta. As propostas serão avaliadas pela comissão científica considerando seu teor, relevância, contribuição e a disponibilidade de espaço e tempo.

Terão direito a certificado de participação apenas os presentes que tenham assinado a lista de presença do curso.

ATENÇÃO: A inscrição no evento não implica inscrição no minicurso. As vagas para os minicursos serão limitadas em 25 (para cada minicurso) e as inscrições especificamente para eles devem ser feitas diretamente no site do evento, em espaço próprio.





Obs.: as sessões de apresentação dos trabalhos, horários, salas e definições de coordenadores serão divulgados até 21/10/2016. As inscrições para os minicursos serão limitadas em 25 vagas e já estão liberadas no sistema. Qualquer dúvida fale conosco.


Programação sujeita a alterações sem aviso prévio.